A História das Carabinas de Pressão

 

Fala galera, beleza? No post de hoje a gente vai fazer outra voltinha na história pra conhecer um pouco da história das Carabinas de Pressão. Vamos lá?

 

As Carabinas de Pressão, ou Espingardas de Pressão, são armas de calibre menor do que as armas de fogo, que usam ar comprimido pra funcionar, por isso que o nome é “Carabina de Pressão”. Essa pressão é a que o ar sofre quando é comprimido! Essa compressão pode ser por mola, pistão de gás, ou até mesmo CO2. As Carabinas de Pressão são geralmente destinadas para caça, tiro esportivo ou mesmo prática do tiro ao alvo.

 

O que poucos sabem é que as Carabinas de Pressão são descendentes da Zarabatana. Isso mesmo! A Zarabatana foi a primeira arma com funcionamento por ar. É formada por um tubo feito originalmente de madeira pelo qual são soprados pequenos dardos ou setas.

 

Partindo disso, não sabemos exatamente quando surgiu a primeira Carabina de Pressão. Uma das poucas informações que se tem é que elas existem desde o século XV.

 

A mais antiga arma de ar de que se tem registro é o famoso rifle Girandoni, por volta do século XVII, que foi até usado em exércitos oficiais, como por exemplo o exército francês de Napoleão.

 

Mas sabemos sobre a primeira arma de ar que se tem registro: o famoso rifle Girandoni, do século XVII, que foi até usado em exércitos oficiais, como por exemplo o exército francês de Napoleão.

Ele foi construído pelo inventor Bartholomäus Girardoni, e tinha o nome “Windbüchse”, em português, “Rifle de Ar”.

 

Naquela época, como as armas de fogo eram carregadas pelo cano, o processo era mais demorado, porque além disso precisavam colocar a pólvora. As carabinas de pressão surgiram como uma alternativa a essa perda de tempo.

 

Por isso, as armas de ar ficaram famosas, tanto na caça, quanto na prática, e até virou um esporte olímpico! São práticas e versáteis.

 

Mesmo hoje em dia, com o avanço das armas de fogo, as Carabinas de Pressão ainda são preferidas para caça, pois se tornam mais seguras. Esse avanço tecnológico também permitiu um salto também das Carabinas de ar. Hoje temos Carabinas que podem passar de 360m/s!

 

Qualquer outra dica, sugestão ou dúvida, deixa nos comentários! Até a próxima 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *