Como Usar Uma Bússola: Parte I

Fala galera! Beleza? No post de hoje a gente vai ensinar vocês um pouquinho sobre bússolas e uma pequena introdução de como utilizá-las da forma mais eficiente caso você precise. Vamos lá?

 

A Bússola figura na história desde muito tempo, desde antes de cristo. Ela esteve presente em conquistas, em descobrimentos, em guerras e em diversos capítulos importantes. De lá pra cá, ela evoluiu e se tornou mais eficiente e precisa.

 

Caso você seja um adepto de aventuras, já deve estar familiarizado com esse equipamento. Caso seja um iniciante nesse aspecto, a gente faz uma pequena introdução.

 

Inicialmente, antes de se aventurar, é imprescindível saber para onde vai. A bússola deve ser usada sempre com o apoio de um mapa. Esse equipamento apenas mostra um determinado rumo, cabe a você, com a ajuda do mapa, escolher a direção correta.

 

Com isso, sempre antes de se aventurar em locais desconhecidos, procure um mapa do local escolhido. Há sites governamentais que disponibilizam mapas atualizados com coordenadas e relevos dos locais. Para sua maior segurança, sempre esteja equipado de um.

 

No momento de escolher a Bússola para compra, independente do modelo de Bússola escolhido, é importante que seja uma Bússola de qualidade. Bússolas de má qualidade podem ter uma interferência maior de objetos metálicos próximos, podendo também te proporcionar uma experiência ruim.

 

Antes de começar a se localizar com a Bússola, é obrigatório segurá-la de forma correta. Segura-la de forma errada pode também causar alterações na agulha.

 

Os modelos mais comuns de Bússola são dois: Militar e Cartográfica. Ambos são bússolas magnéticas e fazem a mesma função, a diferença de uma para a outra é apenas o modelo.

 

A Bússola Cartográfica geralmente é construída em cima de uma régua de acrílico ou plástico transparente com uma pequena lente de aumento, ela é construída para te auxiliar na leitura de mapas.

 

A Bússola Militar é feita geralmente de material mais resistente como alumínio, metal ou um polímero denso. É construída para aguentar danos, então caso sua aventura seja um pouco mais radical, essa é a indicada.

 

Os dois modelos possuem agulha com a ponta magnetizada pintada em vermelho ou verde. É importante ambas também possuírem líquido estabilizador internamente, feito para deixar a agulha mais estável e livre para se movimentar.

 

Antes de se aventurar, tenha certeza de que está equipado com todos os itens de segurança necessários, incluindo equipamentos de orientação e segurança.

 

E aí? Gostou do nosso post de hoje? Qualquer dúvida, crítica ou sugestão, deixa pra gente nos comentários. Até a próxima!

Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *