Trekking: Guia completo para começar a praticar

Faaaala galera!

Se você é um daqueles que curte se aventurar ao ar livre, com certeza já ouviu falar do Trekking. Essa é uma modalidade de caminhada feita em locais que possibilitam que o praticante tenha maior contato com a natureza.

 

Para você que quer começar a praticar, mas não sabe por onde começar, nós trouxemos um guia completão!!!

 

Bora lá!

 

Benefícios da prática do trekking

 

Pelo fato de o praticante estar fazendo exercício físico em meio a natureza, o trekking promove o bem-estar do corpo e da mente.

 

Caminhar em contato com o meio ambiente, respirando o ar puro e sentindo o vento é um convite à reflexão, ao contato com seus sentimentos e pensamentos, o que faz com que a mente relaxe, melhorando, consideravelmente, a autoestima e a qualidade de vida.

 

Além disso, a caminhada por si só ajuda a promover a saúde do corpo em seus diversos sistemas, o que faz com que esse seja um dos esportes mais indicados para as pessoas que precisam manter a forma.

 

Resistência cardiovascular:

Como caminhada é um exercício que aumenta a frequência cardíaca, a prática do trekking ajuda a melhorar o condicionamento físico e, por ser uma atividade aeróbica, condiciona também o coração, facilitando o controle da pressão e peso.

 

Fortalecimento do sistema circulatório

O fluxo de sangue aumenta durante a caminhada, dessa forma as artérias, veias e vasos capilares a se dilatarem, ficando cada vez mais elásticos. Sendo assim, o transporte de oxigênio se torna mais eficiente em todo o corpo, especialmente nos membros periféricos como braços e pernas.

 

Diminuição do estresse

A natureza é um excelente remédio contra o estresse diário e até mesmo de combate à depressão. Isso porque os sons do ambiente natural e o ar puro melhoram o humor e potencializam a sensação de bem-estar. Aliada à caminhada, que possibilita ao cérebro um momento meditativo, melhora a respiração e libera endorfina, temos a receita perfeita para o equilíbrio entre o corpo e a mente, reduzindo significativamente os malefícios do estresse.

 

A soma de todos esses benefícios age positiva e significativamente na qualidade de vida de todos que praticam o trekking. O contato direto com a natureza e o equilíbrio entre o corpo e a mente faz com que as dificuldades do cotidiano sejam superadas com mais tranquilidade. Com isso, o sono melhora, o humor se transforma, a ansiedade é controlada, a mente desacelera e os dias se tornam mais leves e menos estressantes.

 

Quais são os tipos de trekking

 

Em geral, o trekking pode ser praticado de várias maneiras, por diferentes tipos de pessoas e em diferentes destinos para quem aprecia o turismo de aventura. Isso porque a prática permite diversas modalidades, das quais podemos destacar dois aspectos motivadores: lazer e competição.

 

Além desses dois fatores, há também algumas características que são bem marcantes em uma atividade de trekking, tais como: duração, distância, velocidade e regularidade. Essas definições determinam quais são os principais tipos de trekking:

 

Trekking de um dia: Sem dúvidas, esse é um dos tipos de trekking mais praticados em todo o mundo, por se tratar de uma caminhada de curta duração. Normalmente, os trekkings de um dia não chegam a mais de 10 km, além disso, tudo é bem delimitado, já que a meta é ir de um local a outro. É encarada como modalidade de lazer, podendo ser realizada tanto em grupos quanto individualmente, e acontece mais próximo de centros urbanos.

 

Trekking de longa distância: Também caracterizada como atividade de lazer, os trekkings de longa distância são caminhadas que têm como objetivo a travessia entre dois pontos específicos. Geralmente, os trajetos, são percorridos em grupos e, dependendo da duração do percurso, o que seria apenas uma travessia pode se tornar uma expedição, sendo necessário contar com guia e pernoites ao longo do caminho.

 

Trekking de regularidade: Diferente das outras modalidades, o trekking de regularidade é essencialmente voltado à competição e, até o início da prova, os participantes não podem conhecer o percurso. O trajeto é pré-determinado pela organização, com regras bem definidas em relação a tempo e local. Geralmente, as provas contam com equipes de três a seis integrantes e o mais importante não é velocidade, mas a capacidade de se manter no percurso dentro de um tempo definido.

 

Trekking de velocidade: Conhecido como “trekking de aventura” esse tipo de trekking tem por intuito alcançar postos de controle, os quais são previamente definidos pela organização da prova. Isto denota o total caráter competitivo dessa trekking que permite ao atleta escolher o trajeto que julgar mais interessante para alcançar o respectivo posto.

 

Equipamentos de trekking para iniciantes

 

Ter bons equipamentos facilita a vida de todo aventureiro. Atualmente, há os mais variados tipos de acessórios de diferentes marcas, pesos e preços. Confira, a seguir, alguns que podem ser úteis nessa jornada.

 

  • Mochilas – Sem dúvidas, a mochila é essencial durante o trekking e, por isso, ela deve ser bem eficiente e prática. Algumas marcas especializadas usam tecnologias específicas e indicam a mochila de menor peso percebido. Sendo assim, o ideal é investir em mochilas produzidas de forma a retirar o maior peso dos ombros e transferi-lo para a lombar, garantindo maior conforto durante a pratica.

 

  • Bastões de caminhada – Esse é outro item essencial na prática de trekking. Ele auxilia o caminhar e ajuda a diminuir o esforço das pernas. É possível encontrar diversos modelos no mercado, opte por modelos dobráveis, pois são práticos e não ocupam muito espaço na mochila.

 

  • Calçados – O trekking deve ser praticado com calçados confortáveis, de preferência botas ou coturnos robustos, que garantam mais segurança e evitam contusões. Dependendo do tipo de terreno e dos obstáculos do percurso, o ideal é escolher calçados com características específicas, como tecidos impermeáveis e revestimentos reforçados.

 

  • Barracas – Dependendo da modalidade, uma barraca pode ser extremamente necessária. É possível encontrar diversos modelos, muitas delas suficientemente leves e práticas para serem facilmente carregadas.

 

Além disso, nunca se esqueça ter um kit de primeiro socorros sempre a disposição, e de se manter hidratado, apostando em garrafas térmicas e cantis de hidratação.

 

Cuidados necessários para a prática

 

É claro que se você perguntar a um praticante de trekking se o esporte é seguro, a resposta será positiva. Mas, para quem está começando, é sempre bom observar pontos importantes, como fazer as trilhas junto com algum grupo de excursionistas experientes e optar pelas caminhadas mais curtas, de preferência as que contemplam parques ou praias.

 

Além disso, antes de pegar uma trilha, é preciso verificar se para o respectivo local, é necessário estar com a vacinação em dia– principalmente com relação à febre amarela e, também, dar atenção aos seguintes procedimentos:

 

Avaliação física

Mesmo sendo uma atividade de baixo impacto, a prática ainda exige algum esforço físico. Dessa forma, antes de começar a praticar, é essencial fazer uma avaliação médica.

 

Guia de trekking

Se você está começando agora no esporte, o mais indicado é contar com um guia experiente nas primeiras caminhadas, pois ele irá te auxiliar quanto ao melhor caminho, ritmo ideal e as soluções apresentadas diante de algum obstáculo.

 

Saiba qual é o seu limite

Mesmo que você esteja empolgado em praticar o trekking, nunca ultrapasse os limites do seu corpo. Conheça seus limites e respeito os sinais que indicam que seu corpo já atingiu o ápice, como o cansaço, dores e fadiga. Dessa forma você irá garantir uma pratica mais tranquila e saudável.

 

É isso galera! Esperamos que tenham curtido as dicas, qualquer dúvida, crítica ou sugestão, é só deixar pra gente nos comentários!

 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *