Pesca de caiaque: como funciona e dicas para praticar

A pesca de caiaque é uma modalidade esportiva que vem ganhando cada vez mais adeptos.

Ela é benéfica para a saúde das pessoas, pois traz a paz interior que só a natureza é capaz de proporcionar.

Mais do que saber de seus benefícios, precisamos também conhecer sobre sua história, então nós da VentureShop resolvemos esclarecer para vocês.

A origem do caiaque

Para se ter noção, essa modalidade está presente há pelo menos 4000 anos no mundo, sendo os povos que viviam nas regiões geladas da Groenlândia os seus precursores.

Quanto ao significado da palavra é ”barco de caçador”, que naquela época tinha como objetivo para capturar morsas, focas e até mesmo baleias.  Há ainda os tipos menores, que são os que mais se aproximam do que encontramos na atualidade com relação à embarcação do tipo.

Os caiaques também serviam para conduzir a família e seus pertences. Para isso, o povoado daquela localidade também criava caiaques menores.

Como funciona?

O praticante se acomoda em seu caiaque e precisa remar para atingir o seu objetivo, o de pescar os peixes.

Para isso, é preciso desenvolver certas técnicas que lhe auxiliem nessa função. Vamos a elas?

1 – Segurar o remo de forma correta

Para segurar o remo adequadamente, é preciso que segure-o pelo cabo, com as duas mãos e que mantenha sempre estas á mesma distância das pás.

As mãos precisam estar voltadas para frente, de maneira que ao segurar o remo, as mãos se voltem para você.

Caso queira saber a posição onde deve ser segurado o remo em relação as pás, é necessário lembrar que isto deve ser realizado de jeito que não se aproxime ou não afaste excessivamente as mãos.

Para testar isto, basta segurar o remo com as duas mãos e apoiar o cabo dele na cabeça.

Se atentar para isso é importante, você deve observar o ângulo que seu antebraço e braço fazem. O ângulo deve ser em 90 graus, dessa forma o remo estará bem posicionado.

2 – Dica para remar

Quando você realiza o movimento de remar, automaticamente coloca uma das pás na água à frente do barco de um de seus lados e arrasta para trás, puxando a água.

É importante que se atente se a face côncava da pá deve ficar está voltada para trás. Se faz relevante acompanhar com o olhar a translação da pá até que o movimento seja realizado de forma natural.

Recomenda-se que comece o movimento colocando a pá na água o mais pra frente que conseguir (inclinando o tronco pra frente), e que tire a pá da água o mais para trás que puder (girando o tronco).

Término da remada de uma pá

No momento em que termina a remada de uma pá, precisa-se iniciar a colocação de outra pá na água.

A realização deste movimento se dá da seguinte forma: primeiramente, você terá que escolher a pá que corresponde ao seu lado mais hábil.

Após isso, ao terminar a remada do lado escolhido, se faz necessário que não solte a mão do remo, que gire este pulso para cima virando o seu cabo.

A mão menos hábil deve segurar o remo mas deve permitir que ele gire, no caso, quando o punho da outra mão girar o cabo.

Nesse instante,  se você quiser, pode-se colocar o remo na água do lado menos hábil, prestando atenção para que a pá esteja posicionada virada para trás (caso tenha feito o movimento da virada para cima do punho, a pá ficará automaticamente na posição correta de remar.

É importante que treine a troca de lado de remada fora da água até que consiga realizar um movimento uniforme e contínuo.

3 – Dica para remar reto 

Você deve deixar o seu remo na vertical quando realizar o movimento de arrastar na água, pois assim o seu barco andará mais reto.

Quando se alterna a remada de um lado para o outro, proporciona que você possa andar na direção escolhida.

Para virar a direção:

Caso queira que o barco vire a direção ou apenas corrigir a trajetória quando se deseja andar reto, a técnica consiste em fazer uma remada chamada varredura.

Quanto mais horizontal, ou seja, quanto mais na superfície da água ao lado do barco for o movimento da pá, mais a proa (frente) do caiaque realizará o movimento de virar e de mudar de direção.

Detalhando de outra forma: se preocupe em fazer a pá do remo raspar a água bem afastada do caiaque e esticando os braços. Chamamos esse procedimento de varredura.

Se o seu objetivo é o de apenas corrigir suavemente a direção do barco, é indicado que reme numa direção intermediária que fique entre a vertical e a horizontal.

Você deve praticar inclusive remando em varredura apenas de um lado, girando o barco em 180 graus.

4 – Segurança para a prática

Atentar-se para a sua segurança é importantíssimo para a pesca de caiaque. Dessa forma, é fundamental que use o colete salva-vidas.

Também recomendamos que não saia sozinho para fazer a pesca de caiaque, recomendamos que ande sempre em dupla ou com mais pessoas, assim um pode observar melhor o outro.

Bonés e óculos adequados para a prática são essenciais, já que lhe protegerá contra os raios nocivos do sol.

A utilização de roupas leves e confortáveis, camisas de manga longa e calças compridas de secagem rápida, devem estar em seus planos.

Versatilidade para uso do caiaque também é importante

É uma boa alternativa que opte por um caiaque que além de servir para pesca, também seja para aventura, já que estes são os mais largos, além de estarem com diversos acessórios que farão a diferença para o praticante.

Se faz importante ainda que tenha sempre a mão um celular carregado com chip de diversas operadoras,  assim terá várias opções de sinais para poder utilizar.

Gostou do nosso post? Então fique atento para as nossas próximas postagens do universo do mundo esportivo!

Até a próxima!

5/5 - (Total de avaliações: 1)
Photo of author

Autor: mateus

Deixe um comentário