Arqueria e Tiro Esportivo nas Olimpíadas de Tóquio

Saalve galera! Como vocês estão?!?!

 

 

Começamos a semana já com os jogos Olímpicos rolando, sendo esse ano cedido por Tokio – Japão.

 

 

E hoje vou comentar um pouquinho sobre as duas modalidades mais tradicionais que existem: Tiro com Arco e Tiro Esportivo.

 

 

Esse esporte surgiu no século XVI e XVII e em 1900 o Tiro com Arco foi inserido nos Jogos Olímpicos. Em 1972 a Federação Internacional de Tiro com Arco (FITA) exigiu o emprego de regras na modalidade, o que beneficiou a divulgação e expandiu o esporte. 

 

Os instrumentos utilizados para a prática de Tiro com Arco podem ser: Arco Recurvo e Arco Composto, Flecha e Alvo. Arco Recurvo é liberado nos Jogos Olímpicos, composto por punho, corda e lâminas, além de estabilizador e mira. O desempenho deste tipo de arco é descomplicado, as lâminas concentram energia para utilizar como força propulsora no momento de atirar a flecha. O Arco Composto somente foi adaptado no ano de 1970, com o objetivo de ser mais veloz e leve, sem a necessidade de muito esforço. Com este, o arqueiro não precisa produzir muita tensão no arco. Os dois modelos são feitos com materiais como madeira, composto de carbono e fabricados a mão. A parte da corda é fabricada de um material denominado kevlar, de alta resistência. A mesma deve ser esticada com os três dedos do cetro, até o queixo, sem muita força, para que desenvolva a força sob a flecha.

 

A Flecha é uma haste consistente com ponta fina e material perfurante. Na outra extremidade possui um material estabilizador, também chamado de penas. As penas são alocadas em forma de U, conhecidas como nock, o qual prende a flecha na corda. Podem ser produzidas em madeira, fibra de carbono ou alumínio, com pontas de aço e nock de material plástico, as penas podem ser naturais ou sintéticas.

 

O Alvo é desenvolvido de materiais sintéticos (Tyvek) ou papel. O formato é redondo composto por um grande diagrama com círculos na graduação de 10 a 6 (partindo do centro), nas cores amarelo (indicando 10 e 9 pontos), vermelho (indicando 8 e 7 pontos) e azul (indicando 6 pontos). Na modalidade do torneio outdoor, o alvo é composto por anéis de 5 a 1, na cor azul (5 pontos), preto (4 e 3 pontos) e branco ( 2 e 1 pontos).  O Arqueiro que acertar a flecha no centro, especificamente no número 10, com a indicação do sinal de + é o vencedor. As distâncias do Alvo são de acordo com cada disputa. Em competições internacionais, os atletas devem atirar de distâncias a partir de 90, 70, 50 e 30 metros (Homens) e 70, 60, 50 e 30 metros (Mulheres).

 

As primeiras competições de Tiro Esportivo aconteceram no século XIX na Suécia e logo a modalidade se propagou pela Europa. Em 1814, na Grã-Bretanha, o coronel Peter Hawker publicou um livro contendo os primeiros princípios para as competições.

 

O Tiro é um esporte olímpico desde as Olimpíadas de Atenas, em 1896. Desde então, só ficou fora das Olimpíadas de 1904, em St. Louis, nos Estados Unidos, e em 1928, nas Olimpíadas de Amsterdã, na Holanda.

 

Os países de maior destaque no tiro esportivo são: Suíça, Dinamarca, França, Noruega, Holanda e Estados Unidos.

 

 

Existem três categorias de tiro esportivo, que utilizam armas diferentes, e que se dividem em algumas provas:

 

Pistola – as provas podem ser: pistola livre, sport (só para mulheres), pistola de ar e tiro rápido (só para homens).

Carabina – as provas podem ser: três posições (armas diferentes para homens e mulheres), deitado (somente para homens) e carabina de ar.

Tiro ao prato – as provas podem ser: skeet, fossa olímpica e fossa dublê. Nessa categoria, em todas as provas, há uma diferença no número de pratos para homens e mulheres. Os pratos têm 11cm, são feitos de argila, calcário e alcatrão.

 

São dois os tipos de campos (normal e skeet) nos quais pode ser praticado o tiro esportivo. Em um dos campos, o normal, são necessárias várias cabinas de tiro, com uma área mínima de tiro de 15 m de comprimento e 20 m de largura. Já no campo de skeet, deve ser demarcado por um semicírculo, o ponto de onde os atletas irão atirar e o ponto da onde deverá partir os pratos. A área de tiro no campo skeet deve ter 15 m de comprimento e 36,82 m de largura.

 

 

Agora que você já sabe um pouquinho da história de ambas as modalidades, vou listar também algumas curiosidades para você poder tirar vantagem com seus amigos, familiares e conhecidos!

 

 

Arco e flecha?

Não, o nome oficial da modalidade é tiro com arco, mesmo! O nome foi dado pela Confederação Brasileira de Tiro com Arco em 1991, para se adaptar à convenção internacional.

 

 

Robin Hood

Quando um atleta crava uma flecha na traseira de outra, a manobra recebe o nome de “Robin Hood” e o atleta pode até levar a flecha para casa e guardá-la como troféu.

 

 

Marca Registrada

Todos os arqueiros escrevem suas iniciais (ou seu nome) em suas flechas, para identifica-lás.

 

 

Perdendo peso

Sabia que o tiro com arco emagrece? Uma hora praticando o esporte elimina cerca de 234 calorias!

 

 

Flechas

Antigamente, as flechas eram feitas à mão e utilizavam penas de peru. Hoje com a evolução do esporte, muitas delas são de alumínio e carbono, mais resistentes e precisas durante o voo.

 

 

Tiro com pistola – armas mais curtas, manuseadas com uma mão só.

Pistola de ar: prática masculina e feminina, com alvo à distância de 10 metros;

Pistola de tiro rápido: prática masculina e feminina (neste caso, conhecida também como pistola sport), com alvo à distância de 25 metros;

Pistola livre: prática masculina, com alvo à distância de 50 metros;

Alvo móvel: prática masculina, com duas fases: lenta e rápida.

 

 

Tiro com carabina – armas mais longas, manuseadas com as duas mãos.

Carabina de ar: prática masculina e feminina, com alvo à distância de 10 metros;

Carabina deitado: prática masculina e feminina, com alvo à distância de 50 metros;

Carabina de três posições: prática masculina e feminina, com alvo à distância de 50 metros e tiros realizados de pé, de joelhos e deitado.

 

 

Tiro ao prato – são arremessados pratos padronizados e o atirador deve ser capaz de quebrar um pedaço visível deles.

Fossa olímpica: prática masculina e feminina. O atirador tem direito a dois disparos por prato;

Fossa dublê: prática masculina e feminina. O atirador tem um disparo para cada prato, sendo lançados dois pratos simultaneamente;

Skeet: prática masculina e feminina. O atirador tem um disparo por prato, sendo lançados dois pratos, saindo de casas de lados opostos, de modo que se cruzem no ponto central.

 

 

A primeira medalha de ouro brasileira em uma olimpíada foi no Tiro Esportivo.

Isso mesmo! Guilherme Paraense, em 3 de agosto de 1920, venceu a prova de pistola rápida, sendo o nobre conquistador da primeira medalha brasileira em olimpíadas da história! Guilherme foi militar integrante do exército, com patente de tenente e atleta do Fluminense.

 

O primeiro ouro olímpico em Tóquio tem recorde no tiro esportivo.

Na última edição dos Jogos Olímpicos, realizada no Rio de Janeiro, a primeira medalha de ouro veio do tiro esportivo e foi entregue a uma mulher, a norte-americana Virginia Thrasher, em Tóquio a história se repetiu! Na madrugada do dia 23, sexta-feira, a chinesa Yang Qian, da mesma modalidade, fez 251,8 pontos e, além de conquistar o lugar mais alto do pódio, agora possui o recorde olímpico da prova.

A segunda colocação no tiro esportivo na carabina à distância de 10 metros ficou com Anastasia Galashina, representante do Comitê Olímpico Russo; ela conseguiu 251,1 pontos (diferença de apenas 7 décimos!). O bronze foi entregue à suíça Nina Christen, que somou 230,6 pontos na prova.

As medalhas femininas vieram após os protestos que exigiam o fim dos uniformes mais sensuais para mulheres e apenas um dia após a festa de abertura dos jogos, que, aliás, teve um momento histórico, onde uma mulher foi escolhida para acender a pira olímpica, sozinha! Essa foi a segunda edição que esse feito aconteceu!

 

 

Confira quem são os medalhistas até o presente momento das modalidades descritas nesse blog:

 

• Tiro esportivo

Carabina de ar – 10m

Feminino

Ouro: Qian Yang (China)

Prata: Anastasiia Galashina (Comitê Olímpico Russo)

Bronze: Nina Christen (Suíça)

 

Pistola de ar – 10m

Masculino

Ouro: Javad Foroughi (Irã)

Prata: Damir Mikec (Sérvia)

Bronze: Wei Pang (China)

 

• Tiro com arco

Misto

Ouro: An San e Kim Je Deok (Coreia do Sul)

Prata: Gabriela Schloesser e Steve Wijler (Holanda)

Bronze: Alejandra Valencia e Luis Alvarez (México)

 

 

Não deu para Felipe Wu!

 

O brasileiro Felipe Wu, que conquistou a Prata em 2016, ficou somente na 32ª posição na pistola de ar 10m e se despede dos Jogos Olímpicos de 2021

Felipe Wu foi o primeiro brasileiro a subir no pódio dos Jogos Olímpicos há cinco anos, aqui mesmo no Brasil, quando conquistou a medalha de prata, o atirador foi eliminado logo na primeira fase da pistola de ar 10m em Tóquio 2020. O brasileiro acabou ficando apenas na 32ª colocação na competição entre 36 atiradores no Campo de Tiro na cidade de Asaka.

Depois da prata na prova da pistola de ar 10m na Rio 2016, Felipe Wu, infelizmente, teve um ciclo mais atribulado nos últimos cinco anos, em que precisou enfrentar com uma grave lesão e ainda com a pandemia, que dificultou os treinamentos e os patrocínios para uma modalidade sem tanto apoio no Brasil.

 

 

Porém, nem tudo está perdido..

 

Ane Marcelle dos Santos foi a 33ª colocada, na primeira fase do individual feminino do tiro com arco nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Ela é dona da melhor posição do Brasil na história da modalidade nos Jogos Olímpicos – foi a nona colocada na Rio-2016. No encerramento da primeira metade da disputa de hoje no Parque Yumenoshima, na cidade de Tókio, a brasileira estava na 27ª colocação, com 322 pontos. No entanto, iniciou muito mal a segunda metade da prova e conseguiu se restabelecer no final, terminando na 33ª posição, com 636 pontos. Neste momento, Ane Marcelle terá pela frente a mexicana Ana Vazquez, 32ª colocada, na fase 1/32 avos de final. A primeira colocada foi a sul-coreana San An, com 680 pontos, novo recorde olímpico, inclusive. Fique ligado! A próxima disputa da brasileira acontece às 5h57 (de Brasília) da próxima quinta-feira (29). 

Mesmo estando em exposição excessiva de vento e ao forte calor, o arqueiro brasileiro Marcus D’almeida conquistou na madrugada de sexta-feira (23) classificação para a fase de combate na Olimpíada de Tóquio. O atleta ficou na 40ª posição ao somar 651 pontos. A prova aconteceu no Campo de Tiro com Arco de Yumenoshima, na capital Tóquio. Com este resultado, Marcus vai encarar o inglês Patrick Houston (25º) na próxima quinta-feira (29), às 4h (horário de Brasília). Apesar de seguirem em frente individualmente, os brasileiros não avançaram para a disputa de equipes mistas. 

 

 

Surge um novo fenômeno!

 

Com apenas 17 anos, Deok se consagrou campeão na inédita disputa de duplas mistas na modalidade de Tiro com Arco. Em cooperação com seu parceiro An San, o jovem estudante do ensino médio venceu na final a equipe da Holanda, formada por Gaby Schloesser e Steve Wijler, por 5 a 3 no placar! O atleta é o arqueiro mais jovem entre os 64 que concorre no Japão, disputa em Tóquio somente sua segunda competição internacional na carreira. E já chegou passando por cima de veteranos favoritos!!!

 

 

Programação dos jogos de Tiro Esportivo e Tiro com Arco para os próximos dias!

 

(26/07) – noite/madrugada – horário de Brasília

21:00 – 22:05 Tiro esportivo Pistola de ar 10m equipes mistas (elim.)

21:30 – 00:32 Tiro com arco Individual masculino (fase de 64)

21:56 – 00:58 Tiro com arco Individual feminino (fase de 64)

22:22 – 01:11 Tiro com arco Individual masculino (fase de 32)

22:35 – 01:24 Tiro com arco Individual feminino (fase de 32)

23:00 – 23:55 Tiro esportivo Pistola de ar 10m equipes mistas (final)

 

27 de julho (27/07) – madrugada/manhã – horário de Brasília

01:15 – 02:20 Tiro esportivo Carabina de ar 10m equipes mistas (elim.)

03:15 – 04:10 Tiro esportivo Carabina de ar 10m equipes mistas (final)

04:00 – 07:02 Tiro com arco Individual masculino (fase de 64)

04:26 – 07:28 Tiro com arco Individual feminino (fase de 64)

04:52 – 07:02 Tiro com arco Individual masculino (fase de 32)

05:05 – 07:54 Tiro com arco Individual feminino (fase de 32)

 

 

Lembrando que no site da Venture, você encontra todos os equipamentos e acessórios para iniciar – ou para você que já é experiente – as atividades de arquearia ou tiro esportivo.

 

 

E vocês? Estão acompanhando os Jogos Olímpicos? Conta para a gente nos comentários!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

2 Comentários

  1. Amei os textos!
    Muito explicativo e cheio de detalhes… parabéns para a escritora da publicação, muito dedicada ❤️

    • Ficamos muito felizes em receber esse elogio!! Ficamos à disposição para qualquer dúvida, um abraço da equipe VentureShop!