Por que o investimento para adquirir uma PCP é maior?

Faaaala galera! Beleza?

 

No post de hoje vamos falar sobre um assunto um pouco polêmico e que vem sendo bastante discutido entre os atiradores!

 

Afinal, porque as armas PCP são mais caras?

 

Claro que é muito difícil deixar as especulações de lado, justamente por conta das comparações que são feitas em relação as armas de fogo e as springers.

 

No entanto, é preciso separar as questões técnicas das comerciais, analisar e chegar a um consenso sobre o porquê de as PCP serem caras.

 

Quando comparamos com as armas de fogo, fica fácil perceber que qualquer arma de pressão, ao gerar energia, é mais complicada no ponto de vista da engenharia. Isso porque, se trata de uma unidade geradora de energia, e não um simples sistema mecânico que gera energia ao percutir a espoleta do cartucho.

 

Então, nesse caso, o valor não está relacionado a potência ou letalidade, mas sim à construção com tolerâncias muito justas nas armas PCP.

 

Se formos comparar PCP com Springer, no ponto de vista da engenharia, a Springer é bem mais complicada.

 

O sistema da Springer não se resume apenas a comprimir o ar e expelir o chumbo, mas disparar o chumbo a certa energia, com precisão e condição de controle bem assimiláveis e, conseguir isso com um conjunto de mola e pistão não é nada fácil.

 

Mas a formação de preços não depende exclusivamente dos materiais e meios de fabricação empregados. As armas PCP precisam passar por um controle de qualidade rigoroso e isso exige mão de obra altamente qualidade, o que é bem caro.

 

Além disso, o valor também depende do volume comercializado, e no caso das PCP, o volume é bem menor se comparado a outros tipos de armas.

 

Podemos ver isso nos dados do levantamento conduzido pela Gun Trade World junto aos lojistas e fabricantes na Europa e EUA:

 

Springer de cano basculante: 77%

Springer de cano fixo: 15%

PCP: 8%

 

Levando em consideração que a maioria das empresas fabricantes de armas PCP não produzem outro tipo de arma ou produto, elas precisam dividir 8% do mercado de armas de ar comprimido e ainda investir em desenvolvimento e mão de obra qualificada, o que acaba elevando os preços.

 

No Brasil, os preços são ainda muito mais altos visto que os impostos de qualquer tipo de arma importada ultrapassam 100%, com 20% de II, 45% de IPI, 25% de ICMS e 9,75% de PIS/COFINS. Sem contar que ainda tem os custos alfandegários, de frete e a taxa de conversão da moeda.

 

Portanto, os fatores que mais afetam o preço das PCP são as tolerâncias de fabricação e volume comercializado.

 

Só para concluir, ao analisarmos pelo poder aquisitivo, as armas PCP custam entre 300 e 2500 dólares nos EUA, por exemplo, onde o salário médio mensal está em torno de 4 mil dólares. Sendo assim, a PCP mais cara custa menos do que um mês de salário médio, portanto, cada país tem a sua realidade.

 

PCP é na VentureShop!

 

No nosso site você encontra os diversos modelos de Carabinas PCP com ótima relação custo benefício e as melhores condições de compra, é só clicar aqui e escolher a sua!

 

É isso galera! Esperamos que tenham gostado do assunto de hoje. Se houverem dúvidas ou sugestões, é só deixar nos comentários.

 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *