O que é e como aplicar a tática de fatiamento

Fala galeraaa! Tudo bem com vocês?

 

Bom, no post de hoje o assunto é sobre técnica de Airsoft, que vai te livrar de surpresas desagradáveis, como aquele adversário escondido no canto da parede de uma sala por exemplo.

 

Vamos lá?

 

O que é Tática de Fatiamento?

 

O fatiamento refere-se a uma técnica conhecida por diversas forças especiais aplicadas em vários países e muito utilizada no Airsoft também.

 

Para os praticantes de Airsoft, a técnica de fatiamento deve ser utilizada quando optamos por fazer uma leitura ampla de um ambiente que se encontra atrás de uma porta, parede, muro, etc.

 

A técnica bem utilizada vai auxiliar o operador a identificar detalhes do ambiente a ser invadido ou transposto, como por exemplo portas, obstáculos ou até mesmo um operador adversário.

 

O termo “fatiar” foi adotado exatamente porque o movimento da arma se assemelha a de uma faca cortando fatias de uma pizza, como ilustrado na figura, o operador deve analisar pedaço por pedaço.

 

Por se tratar de uma “técnica”, para que se tenha sucesso, ela deverá ser muito bem executada. Alguns padrões e detalhes deverão ser obedecidos.

 

Como aplicar?

 

Quando o objetivo é invadir um cômodo, os cuidados deverão iniciar já na aproximação da porta (figura 2), o operador não poderá, em hipótese alguma, deixar que a ponta de sua AEG ou seu pé ultrapasse o limite do batente. Isso evita que um possível oponente identifique a sua presença logo de cara.

 

Já na aproximação, o operador deverá observar o canto oposto (figura 3), lembre-se de não ficar afobado, mantenha a calma, pois um erro poderá lhe custar sua eliminação.

 

Após ter executado uma boa aproximação o operador deverá iniciar a técnica e o deslocamento lateral, a ponta de sua AEG deverá estar a uma distância de aproximadamente 10cm da parede e servirá como a agulha de um compasso.

 

O afastamento do pé deverá ser cadenciado e curto, nunca podendo ultrapassar a largura do ombro. Atentem-se para a ponta dos pés, que sempre devem estar voltados para frente.

 

A diminuição da silhueta é outro fator crucial para o sucesso da técnica. A arma deve estar bem à frente do corpo, sugiro que os cotovelos fiquem levemente fechados dentro da linha do tronco. Cuidado com o seu loadout, bolsos muito grandes, coldres ou qualquer outro embuste que se projetem para fora da linha do seu corpo poderão ser “caguetas” e lhe entregar.

 

Durante o movimento de afastamento da perna à lateral, a arma deve estar em pronto uso e o dedo no gatilho, o corpo deve ser inclinado levemente para o lado do deslocamento. E lembre-se, não ultrapasse o ombro do limite imposto pelo pé.

 

Quando o pé de apoio for se unir ao pé de deslocamento para iniciar-se um novo ciclo, a ponta da arma deve descer suavemente, isso ajuda a manter a mesma na linha central do corpo e fica evidente o fatiamento.

 

A (figura 5) mostra a técnica em sua totalidade, assim como áreas de visão para cada fase do deslocamento.

 

A mesma técnica pode ser utilizada em uma invasão por um esquadrão, caso o líder ache necessário valer-se da técnica para apreciação de risco, um dos operadores é destacado pra executar a técnica enquanto o restante aguarda o momento certo para a invasão.

 

O Airsoft te possibilita o erro, por esse motivo treine a movimentação, treine a invasão sem medo, afinal de contas você poderá fazer de novo, de novo e de novo, quantas vezes forem necessárias até o acerto, acerto esse que vem de uma avaliação dos erros, da correção e de nova aplicação prática.

 

Gostou das dicas galera? Espero que tenham gostado e até a próxima!

 

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão não hesitem em nos procurar, pode ser nos comentários ou pelo nosso chat.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *