Introdução à Balística: Precisão do Tiro x Velocidade

Fala galera. Beleza? Hoje no blog a gente vai falar sobre um tema que é bem pedido: Balística de Tiro Esportivo. Vamos lá?

 

Muita gente imagina que Potência e Velocidade das Carabinas de Pressão andam de mãos dadas com a Precisão do Tiro. O problema nessa definição é a relação entre eles, que é um pouquinho mais complicada.

 

No momento do tiro, inúmeros fatores contribuem para o aumento ou diminuição da sua precisão, como por exemplo a quantidade de vento no local, o tipo de chumbinho que você está utilizando, o peso desse chumbinho, o local, a distância do tiro e até mesmo o motivo pelo qual você está atirando, entre outros.

 

Falando nos termos de Balística, os tiros das Carabinas mais potentes atualmente no mercado podem chegar ou até mesmo ultrapassar a velocidade do som, de 340m/s, ou 1.115FPS. E é aí que devemos prestar atenção.

 

O Som, na sua definição mais básica, é uma onda que se propaga pelo ar. O chumbinho, no momento do tiro, emite ondas de som em todas as direções, inclusive para frente.

 

Conforme a velocidade do tiro vai aumentando e chegando próximo da velocidade do som, essas ondas sonoras começam a se acumular na frente do chumbinho, gerando instabilidade, turbulências, perda de precisão e aerodinâmica.

 

Esses danos acontecem em sua maioria quando a Carabina é muuuuuito potente, não veloz. Por isso costumamos dizer que o calibre 4.5mm oferece maior precisão do que impacto, e o contrário com os calibres 5.5mm e 6.0mm.

 

Por isso, em Carabinas de Pressão mais potentes com grandes velocidades de tiro, caso você queira maior precisão, é indicado um chumbinho mais pesado. Isso irá minimizar esse efeito e te proporcionar um tiro eficiente e estável.

 

E aí, gostou do post de hoje? Tem alguma sugestão, crítica, dúvida ou pedido? Deixa pra gente nos comentários. Até a próxima! 🙂

Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *