Conhecendo Sobre as Carabinas PCP

Fala galera, beleza? Hoje trouxemos mais um artigo cedido pelo especialista Nelson L. De Faria. Dessa vez, trouxemos o tema Carabinas PCP para tirar suas dúvidas. Vamos lá?

As armas de pressão PCP foram as primeiras e foram produzidas em escala no século 18. A arma considerada a mais cara do mundo pela NRA (National Rifle Association of America) é uma PCP Girandoni.

Ela se encontra no museu da NRA e foi usada por Meriwheter Lewis em sua expedição rumo ao oeste americano, entre os anos 1803 a 1806.

Porém, foi só no final da década de 1970 que as armas PCP voltaram a ser produzidas com os conceitos que conhecemos. Elas dominaram as provas de Field Target a partir da década de 1980, de modo que passaram a ter uma categoria própria.

As principais caracteristicas positivas da PCP são a precisão e a acuidade visto que o recuo sentido pelo atirador é nulo. Isso também é positivo para o uso de miras óticas como lunetas, que não sofrem com o recuo.

As armas PCP são produzidas em várias faixas de potência. Desde pistolas de apenas 5 Joules até carabinas que produzem mais de 100 Joules, considerando os calibres permitidos no Brasil.

Se você ainda não teve contato com uma PCP, ao adquirir a sua, precisa também adquirir os acessórios para encher seu reservatório.

Esses acessórios podem ser cilindros de mergulho ou cilindros próprios para PCP, mas existe também a opção de bomba manual.

Devido à pressão ser muito alta, a bomba manual é geralmente usada para completar a carga no reservatório de ar. Porém, é aconselhável sempre manter o reservatório com 50% de ar, ou seja, não deixar que se esvazie.

Se a sua disponibilidade é para a bomba manual, recomendamos optar por uma arma PCP com reservatório de menor volume. Assim, mesmo a quantidade de tiros por carga de ar sendo menor, será bem mais fácil encher com bomba manual.

Quanto à atirar com PCP, a regra de segurar a arma sem apertar contra o ombro e, quando apoiado, não apoiar sobre superfícies rígidas. também é válida. Por não haver necessidade de bascular o cano, facilita a instalação de bipé e os tiros na posição deitada.

É recomendado lubrificar levemente os chumbinhos, pois o ar se resfria rapidamente ao sair do reservatório e gera umidade no cano. Isso pode resultar em ferrugem se não for cuidado.

TEMPERATURA

Por ser carregada com ar, a PCP está sujeita às variações na precisão conforme a variação da temperatura. Por isso, é bom evitar que o reservatório de ar se aqueça. Isso também diz respeito a encher o reservatório de ar bem lentamente.

Se o ar aquecer durante o enchimento, a arma terá queda brusca de pressão nos primeiros disparos. Isso poderá afetar sua precisão.

Por isso, é prudente encher o cilindro da PCP com 90% da sua capacidade para aproveitar melhor a curva de potência. Então, se a capacidade máxima de pressão for 200 BAR, o ideal é encher até a pressão alcançar 180 BAR.

CUIDADOS COM A PCP

A maior parte das armas de pressão PCP nunca precisam de lubrificação interna, a menos que sejam desmontadas para reparos ou alguma modificação.

As partes críticas são a válvula e os adaptadores que vedam o cilindro ou garrafa de ar à arma. Por isso a válvula precisa ser mantida limpa, e precisa ser lubrificada com apenas uma gota de óleo a cada seis meses.

Antes de lubrificar a válvula, verifique se não há poeira ou resíduo de qualquer natureza, e, se possível, limpe com sopro de ar comprimido.

Os anéis retentores tipo ‘O-ring’ do conector que liga o tanque de ar à arma para enchimento também precisam ser lubrificados.

Nesse caso, a principal função é prevenir ressecamento e ajudar na vedação. Sendo assim, para esses casos, óleo à base de silicone é o mais indicado. Óleo à base de petróleo danifica os O-rings.

CANO DA PCP

Armas PCP operam com ar pré-comprimido no cilindro e, ao ser liberado, o ar resfria muito. Isso pode causar ferrugem ao interior do cano.

Por isso, é recomendado utilizar chumbinhos lubrificados ou sempre passar um algodão levemente umedecido com óleo mineral pelo cano.

Essa foi mais uma dica do Nelson L. De Faria! E aí, gostou? Tem alguma dúvida, crítica ou sugestão? Deixa pra gente nos comentários! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

10 Comentários

  1. Boa tarde no post anterior sobre luneta e red dor,fiz uma pergunta é não fui respondido, caso eu regule o red dot pra 5 metros, até quantos metros a mais ou a menos posso usar sem fazer compensações/ ponto de impacto?

    • Bom dia, caro amigo Acássio. Tudo bem? Obrigada por participar do nosso blog!
      Respondemos a sua pergunta, porém infelizmente deve ter se perdido nas outras respostas, pois foi um post que tivemos várias dúvidas.
      Dependerá muito da potência da arma, do calibre, do chumbinho e do tamanho do seu alvo.
      Em termos gerais, considerando um alvo de 6cm e fazendo a visada na base do alvo, zerar o red dot a 10m permite acerto sem compensação a 30m com calibre 5.5mm e 40m com calibre 4.5mm, falando em um padrão.
      Para 5m, basta dividir esse padrão pela metade.
      Espero ter ajudado.
      Qualquer dúvida estamos à disposição.
      Forte abraço!

    • Bom dia, caro amigo Acassio. Tudo bem? Obrigada por participar do nosso blog!
      Sua sugestão foi anotada e já repassei para nosso setor de mídias! 🙂
      Qualquer dúvida estamos à disposição!
      Forte abraço.

  2. Bom dia gostei da explicação orientadora do autor.
    Parabéns.
    Muita gente tem este equipamento e não sobe utiliza-lo.

    • Bom dia, caro amigo Gilmar. Tudo bem? Obrigada por participar do nosso blog!
      Que bom que gostou!
      Ficamos felizes em ter ajudado.
      Qualquer dúvida estamos à disposição.
      Abraço!

    • Boa tarde, caro amigo Jasimar. Tudo bem? Obrigada por participar do nosso blog!
      Você deve verificar a qualidade, o desempenho e a potência. Tudo isso, claro, com um preço justo.
      Qualquer dúvida estamos à disposição.
      Forte abraço!

    • Boa tarde, caro amigo Charles. Tudo bem? Obrigada por participar do nosso blog!
      Pode ser sim, mas lembrando que essa lubrificação deve ser bem leve, sem excessos.
      Qualquer dúvida estamos à disposição.
      Forte abraço!